en     pt
Obras
Zico: “Belo Monte, uma obra fantástica”
Obras
Postado em 28.07.2015
Zico esteve no Sítio Belo Monte. (Foto: Betto Silva)

Zico esteve no Sítio Belo Monte. (Foto: Betto Silva)

O craque do futebol Arthur Antunes Coimbra, mundialmente conhecido como Zico, viu de perto a grandiosidade das obras da Usina Hidrelétrica Belo Monte e se impressionou. Encantado com o empreendimento, ele declarou admiração principalmente pelos que trabalham todo dia para realizar um dos maiores desafios da engenharia da atualidade: construir a maior hidrelétrica 100% brasileira no coração da Amazônia. Veja o que ele disse quando esteve nos canteiros, no dia 23 de julho:

“Tive o privilégio de poder viajar pelo mundo, conhecer muitos lugares, muitas obras. Obras já prontas, aqui no Brasil também, e a gente fica encantado com o trabalho, ainda mais no meio de uma obra fantástica, que é Belo Monte. Parabéns a todos os brasileiros, todos aqueles que participam disso, que se entregam de corpo e alma no dia a dia. Às vezes, se sacrificam, ficam longe de seus familiares, mas o dia a dia deles é importante, não só pra mim, pra todos nós.”

  • A Norte Energia participou mais uma vez do Seminário de Grandes Barragens, em sua vigésima nona edição, realizada de 8 a 11 de abril, no Centro de Convenções do ENOTEL, em Porto de Galinhas (PE).  O Superintendente de Gestão de Contratos da Norte Energia, Marcos Matias, fez uma apresentação institucional da empresa com foco nas ações concretas em andamento tanto na Usina Hidrelétrica Belo Monte, quanto nos municípios do entorno do empreendimento. Marcos Matias destacou o status atual da obra, os marcos físicos concluídos, as obras socioambientais catalogadas, contratadas, em construção e concluídas. Além das entregas por meio do Plano de Desenvolvimento Regional Sustentável do Xingu (PDRS Xingu), Projeto Básico Ambiental do Componente Indígenas (PBA-CI) e  Plano de Segurança Pública. Segundo o superintendente, a participação da Norte Energia no Seminário de Grandes Barragens é fundamental, pois se trata de uma oportunidade para expor ao grande público detalhes importantes do empreendimento. “A empresa é concessionária da maior hidrelétrica em construção no país, o que a demanda participar ao grupo de profissionais que acompanha os eventos do Comitê Brasileiro de Grandes Barragens, de forma a contribuir com o aprendizado brasileiro de implantação de obras hidrelétricas grandiosas, como foi no passado Itaipu e Tucuruí e é no presente Belo Monte”, afirmou Marcos Matias. Seminário – Com a missão  de divulgar o conhecimento no campo da utilização dos  recursos hídricos em benefício do homem, o Seminário de Grandes Barragens destaca temas envolvendo estudos ambientais, projeto e construção de barragens dentro de uma política de desenvolvimento sustentável e, ainda,  a discussão sobre a importância dos reservatórios para o uso múltiplo da água. O evento conta com a participação de empresas, engenheiros, ambientalistas, professores e jovens universitários que possuem a oportunidade de trocar experiências e conhecimentos.
  • A partir de maio, as populações dos municípios próximos à Usina Hidrelétrica de Belo Monte começarão a ser beneficiadas pelo Programa Luz para Todos. O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, disse nesta quinta-feira, 11 de abril, que cerca de 15 mil ligações elétricas – o equivalente a 75 mil habitantes – serão instaladas na região ainda em 2013. “Nós queremos chegar ao final deste ano com todas essas ligações feitas na região de Belo Monte. E a partir do próximo ano vamos ampliar de maneira significativa todo esse processo”, afirmou Lobão, após se reunir com diretores das Centrais Elétricas do Pará (Celpa). O Ministério de Minas e Energia liberou no dia 04 de março a primeira parcela dos recursos que serão usados para o inicio das obras. Até 2014, serão beneficiados 21.291 domicílios paraenses, espalhados por 10 municípios próximos à Belo Monte e que constam no Plano de Desenvolvimento Regional Sustentável do Xingu (PDRS Xingu). O investimento total para levar eletricidade até essas comunidades é de R$ 270 milhões. De acordo com o presidente da Celpa, Raimundo Nonato Castro, a empresa vai se mobilizar para priorizar essas instalações. “Sabemos da importância daquela região e vamos trabalhar ao máximo para realizar essas ligações”, explicou. Além do Luz para Todos, Lobão lembrou que o PDRS Xingu também tem como objetivo levar desenvolvimento e qualidade de vida para as pessoas que vivem próximos à Belo Monte. “Somente Altamira está se beneficiando de mais de meio bilhão de reais em investimentos, como escola, saneamento, hospitais e assim por diante, além dos demais municípios em volta de Belo Monte”, ressaltou Edison Lobão. Outros projetos Além dos municípios próximos a UHE Belo Monte, o estado paraense tem importantes projetos de expansão no setor de energia elétrica em desenvolvimento. A Ilha de Marajó, por exemplo, será conectada ao Sistema Interligado Nacional (SIN). Para isso, seis subestações de energia e quase 700 quilômetros de linhas de transmissão e distribuição estão sendo construídas, com investimento total da ordem de R$ 179,5 milhões. Todas as obras desta etapa devem estar concluídas até maio, de acordo com a Celpa. Uma segunda etapa também deverá ser realizada, com investimento previsto de R$280 milhões. No caso deste projeto, as adversidades naturais para a instalação das torres de transmissão e redes de distribuição precisam ser superadas. “Os desafios são grandes, mas não são intransponíveis”, avaliou Firmino Sampaio, diretor presidente da Equatorial Energia, que também esteve no encontro com Edison Lobão. Outro bom exemplo da atuação do Luz para Todos no Pará é o da Reserva Extrativista (Resex) Verde para Sempre, localizada no município de Porto de Moz (PA). Os moradores daquele local receberão em suas residências energia elétrica gerada a partir de painéis fotovoltaicos, que aproveitarão os recursos solares da região. Serão atendidos com essa solução 1.422 lares. O governo federal tem a meta de realizar mais 115.954 ligações no estado paraense até dezembro de 2014. Ações em conjunto envolvendo o Ministério de Minas e Energia, a Eletrobrás e a Celpa têm sido tomadas para conseguir alcançar essa marca. Até o momento, o Luz para Todos já levou energia a 334.442 domicílios no meio rural do Pará, com investimentos de mais de R$ 2 milhões. Em todo o Brasil o Programa já levou energia elétrica a 3.032.753 residências, atingindo 14,8 milhões de brasileiros. Os investimentos superam R$ 19 bilhões.   Fonte: Ministério das Minas e Energia (MME)
  • O consumo nacional de energia elétrica totalizou, em fevereiro de 2013, 37.893 gigawatts-hora (GWh), 2,7% acima do valor registrado no mesmo mês do ano anterior. O consumo residencial apresentou a maior taxa de expansão, anotando 7,9% - repercutindo as temperaturas elevadas registradas no segundo mês deste ano. Já o consumo industrial recuou 2,4%, refletindo influência do dia útil a mais que teve fevereiro no ano de 2012. O consumo comercial cresceu 5,9%. Os dados constam da Resenha Mensal do Mercado de Energia Elétrica relativa ao mês de fevereiro, divulgada nesta quarta-feira pela Empresa de Pesquisa Energética - EPE. No acumulado de 12 meses, o consumo total cresceu 3,7%, destacando-se o crescimento de 6,1% no mercado livre. O documento informa ainda que, em 2012, foram incorporados à base de consumidores residenciais aproximadamente 1,8 milhão de novas unidades, um acréscimo de 3% sobre 2011. Fonte: EPE
  • A diretoria da Norte Energia recebeu ontem, 10 de abril, no escritório da empresa em Brasília, prefeitos de 10 municípios da área de influência da Usina Hidrelétrica Belo Monte. Participaram da reunião: o presidente do Conselho de Administração da empresa, Valter Cardeal, o presidente da Norte Energia, Duilio Figueiredo, a diretora de Relações Institucionais, Clarice Coppetti, e o sub-chefe da Casa Civil, Johanee Eck. O encontro foi uma oportunidade para a Norte Energia apresentar o andamento de projetos estabelecidos pelo licenciamento ambiental como condicionantes para a instalação da obra na região do Xingu. Os prefeitos também receberam informações atualizadas sobre o status das atividades nos municípios. A maioria dos prefeitos assumiu o mandato há pouco mais de três meses e a interlocução com a Norte Energia permite que eles tenham conhecimento dos projetos realizados e em andamento pela empresa nos três anos de sua presença na região.
  • O Dia Mundial da Água, comemorado em 22 de março, foi também o pontapé inicial para estimular a criatividade entre os alunos da rede pública de ensino de cinco cidades da área de influência da barragem de Belo Monte. O concurso “Águas do Xingu” vai reunir fotos e vídeos sobre o rio e sua importância para a sobrevivência de milhares de espécies - entre elas, o próprio homem - numa produção criada e dirigida pelos próprios estudantes. Escolas municipais de Altamira, Vitória do Xingu, Brasil Novo, Anapu e Senador José Porfírio competirão entre si. Os vencedores em cada cidade participarão de visita monitorada às obras. Os segundos e terceiros lugares serão agraciados com troféus. O concurso, promovido pela Norte Energia S/A, empresa responsável pela instalação e operação da Usina Hidrelétrica Belo Monte, no Pará, é uma das ações da campanha “Águas do Xingu”, realizada pelo Programa de Educação Ambiental (PEA). “Desde o dia 22, quando foi lançado o concurso, temos percorrido as escolas dessas cidades para apresentar, de sala em sala, as regras da competição”, explicou Piero Valls, coordenador da “Vida Ser”, subcontratada da Norte Energia responsável pela organização da competição. O edital completo do concurso pode ser encontrado na secretaria das escolas participantes. Alunos do ensino fundamental e médio podem se inscrever na secretaria das escolas participantes até o dia 30 de abril nas modalidades “Mural Fotográfico” e “Edição Videográfica”. Os estudantes terão que formar grupos de dois a cinco integrantes e solicitar o monitoramento de um professor. Durante o mês de abril, palestras e vídeos sobre “Recursos Hídricos”, com enfoque no rio Xingu, serão apresentados nestas instituições para subsidiar a produção do material. “Vou participar fazendo uma foto com a minha câmera digital. Quero muito conhecer as obras, sempre tive vontade e agora tenho essa oportunidade. Quero sair vencedora”, contou, com entusiasmo, Maria Paiva, estudante do sétimo ano da Escola Municipal Burlamaqui de Miranda, em Altamira. A seleção do material produzido acontecerá em duas etapas. A primeira será dentro de cada instituição de ensino. A segunda, entre as escolas de cada cidade. As amostras selecionadas serão exibidas em exposição nas instituições participantes, durante todo o mês de setembro. “Nossos alunos são muito participativos, eles sempre estão presentes nos eventos. Nesse concurso, não será diferente. Ainda mais com a possibilidade de eles gravarem um vídeo ou baterem uma foto no seu próprio celular, usando os instrumentos que têm e sua criatividade”, analisou Mariel Henrique, coordenador da Escola Municipal Burlamaqui de Miranda.











© Desenvolvido por santafédigital. Uma empresa do grupo santafé.