en     pt
Gente do Xingu Notícias
Identidade Asurini
Gente do Xingu, Notícias
Postado em 27.04.2016

O orgulho em fazer parte da etnia Asurini está gravado na pele do professor Kwatirei Asurini, da aldeia Koatinemo. “Desde criança eu aprendi a importância de valorizar a minha cultura, pois é somente através da valorização dos nossos costumes e tradições que essa cultura vai resistir ao tempo e se perpetuar por várias gerações”, afirma.

“O meu principal dever como professor é despertar nos jovens da minha aldeia o sentimento de pertencimento dessa cultura", destaca o professor.

“O meu principal dever como professor é despertar nos jovens da minha aldeia o sentimento de pertencimento dessa cultura”, destaca o educador Kwatirei Asurini (Foto: Osvaldo de Lima/Norte Energia)

O desejo de ser protagonista no processo preservação da cultura Asurini era tanto que Kwatirei decidiu se tornar professor da Língua Asurini do Xingu. Formado em Pedagogia, o educador ensina os jovens e crianças da aldeia sobre a importância de se preservar os saberes e fazeres da Terra Indígena Koatinemo.

“O meu principal dever como professor é despertar nos jovens da minha aldeia o sentimento de pertencimento dessa cultura a partir do ensino da nossa língua, da nossa história. E só através do conhecimento e do sentimento de pertencimento que essas tradições vão resistir por muitos e muitos anos”, destaca Kwatirei.

Distante cerca de 4 horas de barco de Altamira, a aldeia Koatinemo, da etnia Asurini, faz parte das aldeias atendidas pelo Projeto Básico Ambiental do Componente Indígena (PBA-CI) da Hidrelétrica Belo Monte. Os investimentos da Norte Energia nos programas do PBA-CI somam mais de R$ 300 milhões e garantem a conservação do patrimônio cultural,  reforçam a segurança territorial e ambiental, além de incrementar as atividades produtivas, a educação escolar e fortalecimento institucional  dos povos tradicionais do Médio Xingu.

  • A Norte Energia S.A. inaugura nesta sexta-feira, 15 de julho, no município de Vitória do Xingu, a reforma e ampliação da Escola de Ensino Fundamental Santa Helena.  A obra, realizada pela equipe de engenheiros da Norte Energia, conclui mais uma condicionante do Licenciamento Ambiental, estabelecida pelo Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama) para a construção da Usina Hidrelétrica Belo Monte. As obras da Escola Santa Helena, iniciadas em 22 de março, foram concluídas em 20 de junho. Além da reforma e ampliação da Escola, o cumprimento da condicionante inclui também, a instalação da rede de distribuição de água na comunidade Santo Antonio, a escavação de um poço semi-artesiano e a construção de um reservatório com capacidade para 20 mil litros de água. O prefeito Prefeito de Vitória do Xingu, Liberalino Neto, irá inaugurar também a cobertura com revestimento de piçarra das ruas que interligam a cidade. O revestimento das ruas com piçarra, procedimento conhecido na região por piçarramento, irá beneficiar a comunidade, que antes devia enfrentar um trajeto esburacado e empoeirado para ter acesso ao rio.











© Desenvolvido por santafédigital. Uma empresa do grupo santafé.